quarta-feira, Setembro 17

O gesto de Hulk

Uma simples análise ao gesto de Hulk, ou como era tratado nos seus tempos de jogador dos corruptos, Úlque


Nas primeiras opiniões recolhidas houve logo quem garantisse que o significado do gesto era que o Úlque mostrava o que gostava que lhe enfiassem nas nalgas. Ou pelo menos a quantidade de tal desejo.
Mas houve quem fosse mais longe. E não desprezando a primeira hipótese como sendo a mais forte, a verdade é que o Úlque provavelmente apenas quis dizer isto: "foram estes dedos que enfiei na peidola do Roto Meio-reles":


Que pena ele já não jogar no clube corrupto... devia ficar tão bem nesses novos equipamentos rosinha...
E que saudades dos tempos em que estes panilas eram discretos...
Bem, como desta vez não perdeu o jogo, pelo menos não andou a bater nos stewards.

terça-feira, Setembro 16

Rui Quinta, o sexto.

Se as minhas contas estão correctas e se não me  estou a esquecer de ninguém, hoje com o anuncio do novo treinador do Penafiel, estamos perante seis treinadores na primeira liga portuguesa que já passaram pelo futebol corrupto do porto:

 (Penafiel)

 (Estoril)

 (Paços de Ferreira)

 (Arouca)

 (Setúbal)

 (Braga)


É uma estratégia muito antiga, mas que pelos vistos continua muito actual: para o caso dos milhões gastos no contentor espanhol não chegar, para o caso da "fruta de dormir" para os árbitros não chegar, para o caso da vitamina Casagrande não chegar, aí está a vergonhosa e flagrante satelização da primeira liga, com jogadores e treinadores estratégicamente semeados por alguns clubes.
Se contra estes seis clubes o clube regional de andrades corruptos não fizer facilmente 36 pontos isso será uma surpresa para mim. E convenhamos que são muitos, mas mesmo muitos pontos...

segunda-feira, Setembro 15

Aí está o verdadeiro fêcêpê!

Basta um empatezinho para que os eternos beneficiados se queixem da arbitragem


Basta um empatezinho para que o Guarda Abel saia da gruta e faça ameaças em plena rede social:



Basta um empatezinho para que o presidente da Associação portuguesa dos Adeptos do Desporto (o que será isto...) ajude à festa:



Só gostava de saber se tem nome... sim, se o mundinho de faz-de-conta onde esta escumalha vive se tem nome. Anos e anos e anos a serem beneficiados, ainda esta época foram beneficiados no jogo em Paços de Ferreira, e basta um empate para tanta indignação, para tanta ameaça, para tanta cara-podre??!!??
É (também) graças a este tipo de adeptos que o futebol corrupto do porto é a maior vergonha do desporto em Portugal.

domingo, Setembro 14

Nuno Farinha - um exemplo do jornalismo desportivo português

Descubra as diferenças (imagem retirada daqui):


Portanto, há dois meses atrás Talisca não passava de um jogador banal, como qualquer jogador indicado por Jorge Jesus. Hoje, e depois de ter feito 3 golos em Setúbal, já fala em "super Talisca" e dá os parabéns a quem o descobriu. Se calhar, caso os próximos jogos do jogador brasileiro não corram bem, lá volta o Farinha à carga, e lá volta o jogador a ser banal, etc.
Coerência e personalidade são traços que não assiste a esta malta. Mas o maior problema continua a ser o escreverem sobre algo que nada percebem: futebol.
Sinceramente tenho pena desta gente... assim como tenho pena de quem ainda continua a gastar dinheiro a comprar jornais e a pagar a sportêbê...

quinta-feira, Setembro 11

António Garrido, o árbitro mais titulado da história do futebol mundial

Sim, leram bem, o falecido Garrido conquistou títulos juntamente com o seu clube. Títulos forjados, claro, mas tratando-se dum ex-árbitro isso é quase secundário. Deixo aqui este artigo que saquei daqui:

"António Garrido, o árbitro mais titulado da história do futebol mundial.

António Garrido andou nas bocas do mundo por ter sido nomeado pela Federação a pedido do FC Porto para acompanhar os árbitros do Porto – Villarreal. Até então apenas as conquistas nacionais tinha sido postas em causa com o processo Apito Dourado. Agora as conquistas internacionais começam também a ser alvo de suspeitas.

Quem é António Garrido. Garrido foi o primeiro árbitro português escolhido para apitar a fase final de um campeonato do mundo (Argentina 78). Esteve também no Europeu de 80 (Itália) e no Europeu de 82 (Espanha). A 1 de Abril de 1973, quando faltavam seis minutos para o final do FC Porto – SL Benfica com o resultado em 1-2, inventou uma grande penalidade após simulação do portista Flávio na área das águias. O jogo terminou empatado e o Benfica foi assim impedido de conquistar o campeonato 100% vitorioso (levava 23 vitórias em 23 jornadas num campeonato com 30).

Depois de terminar a carreira 1982 foi recrutado estrategicamente pelo FC Porto. Sim, o FC Porto deve ser o único clube do mundo que tem uma ex-árbitro na sua estrutura. Deve ser por uma questão de transparência. A questão que põem é a seguinte. O que fará António Garrido na “estrutura” do FC Porto? Ao longo dos anos fomos tendo acesso a alguma informação (pouca). Garrido é o verdadeiro homem sombra. Desde que terminou a carreira pouco se ouviu falar dele.
Foi uma das pessoas que jantou com o árbitro do Porto – Villarreal. Foi uma das pessoas que estava presente quando Jacinto Paixão, o árbitro da fruta, foi coagido por elementos ligados ao FC Porto na mesma marisqueira. Foi apanhado nas escutas do Apito Dourado a falar com Valentim Loureiro e Pinto de Sousa. Foi identificado pela Polícia Judiciária, no âmbito do processo Apito Dourado, como o “contacto preferencial” do Porto para exercer pressão junto do órgão que nomeava os árbitros.
O FC Porto é dos clubes mais titulados do planeta desde que Pinto da Costa assumiu a presidência do clube em precisamente 1982, aproximadamente na mesma altura em que António Garrido foi recrutado pelo clube azul-e-branco. A maior parte das pessoas atribuem boa parte do mérito das conquistas recentes do clube ao seu presidente, homem que esteve suspenso durante 3 anos por corromper árbitros e que levou o clube a perder 6 pontos pelo mesmo motivo. Talvez os adeptos do FC Porto devessem estar gratos também a António Garrido, um ex-árbitro que entrou no FC Porto aproximadamente na mesma altura o presidente do Porto.Pinto da Costa e António Garrido (ex-árbitro) conquistaram em quase 30 anos, 17 Campeonatos Nacionais, 11 Taças de Portugal, 16 Super Taças, 2 Ligas dos Campeões e 1 Taça Uefa.
O FC Porto, até a entrada do presidente condenado por corromper árbitros e do árbitro António Garrido, era um clube honrado mas tinha ganho apenas 7 Campeonatos Nacionais, 4 Taças de Portugal e 1 Super Taça."

E agora, quem se junta ao Reinaldo para acompanhar os árbitros à marisqueira  de Matosinhos?!?



Dum outro texto que nos foi deixado na caixa de comentários do post anterior, destaco o seguinte:

"Do Sporting não dirigiu porque se declarou sportinguista...
Todas as pessoas têm uma predilecção por um clube. Podemos ser do Marinhense ou da União de Leiria, mas também de um a nível nacional e, nessa altura, ou se era do Sporting ou do Benfica. Tínhamos de dizer qual era o clube da nossa simpatia e eu disse que era do Sporting. Houve quem dissesse que era do Oriental... A Comissão de Árbitros não me nomeava para o Sporting e só por uma vez dirigi um FC Porto-Sporting, um jogo decisivo para o título, e as direcções dos dois clubes entenderam que eu era a pessoa indicada.
Ainda é o seu clube do coração?
Hoje, não. Vamos lá ver. Uma pessoa acaba por se sentir bem onde nos tratam bem. Não é que o Sporting ou o Benfica não me tratassem bem. Acompanhei os árbitros nos jogos desses clubes, mas também da União de Leiria e do Boavista, mas comecei a sentir-me acarinhado, principalmente quando terminei a carreira, pelo FC Porto. Acabei por ganhar uma simpatia pelo FC Porto e posso dizer que hoje sou portista."

Espero que o futebol português tenha força para se levantar depois de perder um elemento valioso como este...

quarta-feira, Setembro 10

Maicon e o trabalho



Trabalho? Alguma vez o trabalho teve influência nisto:


Ou será que ele chama "trabalho" aos árbitros que eternamente beneficiam o clube corrupto?
Olha, pelos vistos este "trabalho" resolveu assumir que fez uma oferta ao fóculporto:


No meio disto tudo, se alguém tem realmente trabalho, são as muitas frutas de dormir que tantas vitórias dão ao clubeco regional de andrades, que de outra forma não ganhava NADA!
Que estes tristes usem estas frases feitas para consolar a vara de adeptos e ajudar a jornaleirada amestrada a branquear os títulos forjados é uma coisa. Agora pensarem que neste país são todos parvos e comem todos do mesmo prato, isso é que não! Metem nojo e serão sempre tratados como escumalha corrupta que são.


PS.- no seguimento do post de ontem, parece que no Mónaco já toparam que "Máfia" se escreve com "M" de Mendes:


terça-feira, Setembro 9

O que se diz (e não diz) sobre a seleção

Depois de mais um jogo de encher qualquer português de orgulho, os dias seguintes são cheios de opiniões curiosas, mas também de ausência de opiniões pertinentes.

Diz o aprendiz de pinto da costa:


Como é apenas mais uma afirmação ridícula já nem dá vontade de rir... o Adrien é dos jogadores mais vulgares do futebol português, mesmo se tratando de um jogador do zbording. De jogadores vulgares já a seleção anda cheia, daí ter tantos jogadores e ex-jogadores do Lol de Portugal. Não chegam? Ainda quer mais? Os resultados não falam por si? Também diziam que o William Carvalho era um craque, que devia ser ele o CR7 e mais nove na seleção, que foi por ter jogado pouco que o mundial correu mal para Portugal... porra, vi o WC contra o ENORME e agora contra a Albânia, e percebi porquê que apesar da maravilhosa imprensa de que goza no nosso país, ninguém (leia-se grandes clubes europeus) o quer. Pesadão, lento, a jogar para trás e para o lado, sempre com medo de arriscar o passe, fraquinho. Mas pronto, como o WC jogou e o Adrien não, o Bdc entendeu demonstrar que de futebol pouco ou nada percebe. Quem se seguirá? O Esgaio? O André Martins? O Paulinho para roupeiro?

O que o pinto da costa não disse:



Então, mas o velhinho gágá anda a dormir? Bem, com a idade dele deve ser uma sesta depois do pequeno almoço, uma depois do almoço, uma entre o lanche e o jantar e na cama às dez da noite. Só assim se percebe o silêncio agora. Para ser coerente não devia vir agora dizer que o Lopetegui anda a fazer uma campanha para impedir o Quaresma de ir à seleção? Quer dizer, o Quaresma na época passada foi à Madeira, perdeu o jogo e quis bater em tudo o que se mexia. Coitadinho do Quaresma que foi provocado. Coitadinho do Quaresma que andam a querer afastá-lo da seleção. E agora que o Flopes o anda a encostar? Pois...

O que o DN diz:

"Os dias de Paulo Bento à frente da seleção nacional estão contados, depois da derrota caseira frente à Albânia no domingo. (...) Para o lugar de selecionador são apontados Fernando Santos, ex-selecionador da Grécia, e Vítor Pereira, ex-treinador do FC Porto, ambos livres, o que facilitaria as negociações."

Ora bem, já faltava... e não me refiro ao nome do Fernando Santos que parece estar nesta notícia só para disfarçar. Já ontem falei disto no nosso grupo no FB: o vitótó vai ser o nome lançado se Paulo Bento sair. Nada mais previsível. E compreende-se, afinal o Vitótó tem um currículo de respeito: titulos forjados no clube corrupto, despachado do clube corrupto o melhor que conseguiu arranjar foi o altamente competitivo campeonato das arábias, corrido das arábias e sem clube vai fazendo uns comentáriozitos nas televisões. Perfeito!

O que nenhum orgão de comunicação social diz: é preciso acabar com a promíscuidade entre empresários e responsáveis da seleção


Se isto é tão flagrante porquê o silêncio? Para o Mendes está sempre tudo na boa... continuam a deixá-lo impôr os seus jogadores, que mesmo sem o mínimo valor acabam por ser valorizados ao reboque das internacionalizações, e mais derrota menos derrota da seleção, ninguém lhe aponta o dedo, ninguém o chateia, ninguém o impede de continuar a usar a seleção para ganhar o dele.
Só mesmo num país de jornalismo faz-de-conta é que isto acontece...

domingo, Setembro 7

Para mim, não há nacionalidade... como a espanhola.


Esta conversa do Flopes é mesmo gira, cheia de frases-feitas, tais como: "o futebol é universal", "para mim não há nacionalidades no fc porto" ou "sejam de onde forem são tratados, qualificados e exigidos por igual".
Mas a realidade diz nos outra coisa... e assim sendo gostava que perguntassem ao Flopes o seguinte:
- se não há nacionalidades porquê que foi buscar 7 (sete!) jogadores espanhóis?
- se não há nacionalidades porquê que despachou 4 jogadores portugueses (Varela, Licá, Josué e Castro), ajudou ao desaparecimento do Rolando e anda a encostar o Quaresma?
- se não há nacionalidades porquê que foi buscar 3 adjuntos espanhóis?
- se não há nacionalidades porquê que foi buscar um coordenador espanhol para a formação dos corruptos?

Resumindo, não há nacionalidades mas entre equipa técnica e jogadores estamos a falar em 12 espanhóis que entraram na estrutura de futebol do ex clube do Casagrande. Imagino se houvesse nacionalidades... e só de me lembrar o que foi parvamente dito e escrito a época passada por causa dum clube que tinha meia dúzia de sérvios...

sexta-feira, Setembro 5

Os segredos da defesa de Lopetegui

No dia de hoje, um jornal que faz da isenção uma bandeira, publicou um artigo, com chamada na capa, sobre o assunto que coloquei no título deste post

Vamos deixar aqui o nosso contributo para tão nobre causa:



Não custa nada e só é segredo para a jornaleirada amestrada deste país, que continua a branquear as ajudas ao clube eternamente beneficiado. Até me atrevo a dizer que a continuar assim podem passar o campeonato todo sem sofrer um único golo. E depois pode ser que tenhamos uma capa de jornal a dizer que o Flopetegui é mágico!

quarta-feira, Setembro 3

Fóculporto - um Braga dos grandes ou um Valência português?


Foi-me enviado por mail o seguinte texto (foi dito que o mesmo foi retirado daqui) sobre este futebol corrupto do porto versão 2014/2015. Achei o mesmo bastante interessante e decidi partilhá-lo:

"Há uns tempos eu disse que o Porto subcontratou o seu futebol profissional nesta época. Facto que é comprovável pelos negócios que esse clube tem feito, pela proveniência da maioria dos jogadores e, claro, pelo treinador, que foi imposto por quem tem facilitado estas colocações de jogadores no Porto, para estes se valorizarem. E a prova disto é a forma como um treinador sem currículo se comporta, pois sabe que tem as costas quentes. 
Esta nova realidade no Porto, uma espécie de Braga em versão grande, ou "Valência" português (foi o fundo que todos conhecemos que colocou Nuno Espírito Santo em Espanha, um treinador que também não passa pela cabeça de ninguém que pudesse passar de um Rio Ave para um dos maiores clubes espanhóis, sem que houvesse interesses extra-desportivos por detrás disso), é de facto um corte radical com a tradição dos fruteiros, que indicia duas coisas:
          - não há ali nenhuma saúde financeira, pelo contrário, é a fragilidade financeira que os leva a terem de se fazer úteis a terceiros;
          - o protagonismo de Lopetegui só comprova o vazio de liderança que existe actualmente no Porto. Um protagonismo que implica a secundarização, e até a marginalização dos jogadores que já estavam no plantel, porque urge valorizar as novas contratações de espanhóis. Para se saber quem manda no Porto, é só seguir o dinheiro.
Mas é claro que enquanto a equipa for ganhando, os fruteiros não se chateiam nada. Só aqueles que forem um pouquinho mais lúcidos acharão que a "esmola" é grande."

Esqueçam esta última parte dos "fruteiros um pouquinho mais lúcidos...
Esta estratégia por parte dos corruptos, depois duma época a todos os níveis desastrosa, sempre me pareceu uma espécie de "fuga para a frente". A menos que a torre que o Flopetegui instalou no centro de estágio da câmara municipal de Gaia seja para extração de petróleo, é certo que duma forma ou de outra o clubeco regional de andrades corruptos irá pagar a "factura".